comunicação > notícias > ver na íntegra
Grupo musical é composto por pais que perderam seus filhos em acidentes de trânsito
Arquivo FTMG
07/07/2016
Coral Vida Urgente canta pela vida
Mariana Pontes/Comunicação Vida Urgente
Em 27 de abril de 2004, sob a regência de Manuel de Abreu, nascia o Coral Vida Urgente. Formado por pais do grupo de apoio da Fundação Thiago Gonzaga, que perderam seus amados filhos em acidentes de trânsito, o coral busca consolidar o sentimento comum entre todos os pais, fortificar essa união e, é claro, celebrar o que temos de mais precioso: a vida.
 
Todas as terças-feiras, por volta das 19h, esses pais começam a se reunir na sede da Fundação, não só para conversar - como ocorre nas reuniões do grupo de apoio -, mas, principalmente, para cantar e transformar a música em uma nova forma de alegria.
 
Atualmente, 18 pessoas fazem parte do coral, que já se apresentou em locais como FIERGS, Câmara Municipal de Porto Alegre e Hospital de Clínicas. Os espetáculos mais recentes foram na Praça da Juventude Thiago Gonzaga e na festa de 20 anos do Vida Urgente, no Bar Opinião.
 
Além de ser uma forma de divulgar o programa Vida Urgente, que visa humanizar o trânsito através da conscientização e do cuidado com a vida, o grupo musical é também uma possibilidade de troca de experiências e até de “terapia”, para quem enfrentou e enfrenta a dor da perda. Mesmo depois de 12 anos, Manuel de Abreu continua na regência dos que “cantam pela vida”, agora com o apoio da preparadora vocal Morena Chagas. “A preparação é uma etapa muito importante, porque chegamos agitados das nossas tarefas diárias, então o aquecimento nos relaxa”, contou Susana Vianna, que participa do grupo desde sua criação.
 
As músicas cantadas pelo coral são sugestões dos próprios pais, e há canções não só em português, como em inglês e alemão. “Para pra pensar”, de Álvaro Villalobos, abre todas as apresentações e é uma das favoritas do grupo. Há também músicas compostas pelo regente, como “Já é tempo”, e outras mundialmente conhecidas, como “Imagine” de John Lennon.
 
Susana afirma que o coral tem um papel enorme na vida de seus participantes, que sentem muita falta nos dias em que não se encontram. “Quando se tem um lugar que te ligue a outras pessoas, criando um movimento pela vida, é que começa a transformação para uma nova maneira de ser feliz, para quem perdeu alguém que ama muito”, comentou.
 
Outra mãe que participa do coral desde o início, Raquel de Paula, diz ainda que o grupo é uma forma de se voltar a sorrir, pelo bom humor e alto astral daqueles que o compõem, e que perceberam que é possível transformar a dor em homenagem.
 
Informações:
Os ensaios do coral ocorrem todas as terças-feiras, às 19h30min. E as reuniões do grupo de apoio todas as quartas, às 19h. Ambos são abertos para qualquer pessoa que tenha passado por uma perda e acredite que os grupos possam ajudá-lo. Para fazer parte, basta vir a sede da Fundação Thiago Gonzaga (Rua Botafogo, 918), sem necessidade de inscrição anterior.
Para convocar o coral para cantar no seu evento, ligue para (51) 32310893 e agende. 

 

 

Envie seu comentário!
Nome:  
E-mail:  
Comentário:  
Visual CAPTCHA
Por favor, digite as letras no campo abaixo:
 
02/10
Evento online/Facebook
23 e 24/09
Evento online/Nações Unidas
Saiba da novidades do Vida Urgente pelo Twitter Curta o Vida Urgente no Facebook Veja as fotos dos nossos eventos e ações no Flickr Assista aos vídeos publicados e conheça a Fundação