comunicação > notícias > ver na íntegra
Estudantes, pais e professores apontaram os locais estratégicos para a segurança no trânsito do entorno escolar
Brenda Parmeggiani | Fundação Thiago de Moraes Gonzaga
05/12/2019
Caminho Seguro reúne comunidade escolar na primeira etapa do projeto
Brenda Parmeggiani | Comunicação Vida Urgente
O projeto Caminho Seguro teve início esta semana em duas das escolas participantes. Os conselhos escolares da Eliseu Paglioli e da José Loureiro da Silva, formados por professores, funcionários, estudantes e pais, se reuniram com as equipes da Fundação Thiago Gonzaga e da EPTC. O objetivo foi identificar os pontos de maior fluxo de circulação de crianças e jovens, locais estratégicos para a segurança no trânsito do entorno escolar.
 
“Eu estudo na sala de aula do segundo andar e já vi muitos pedestres correndo risco por causa do excesso de velocidade dos carros na rua aqui do lado”, conta Gregory Santos, de 15 anos, aluno Escola Municipal José Loureiro da Silva.
 
Nessa primeira fase do projeto, a participação de toda a comunidade escolar é muito importante. “Para a Fundação Thiago Gonzaga, o que circulam nas nossas ruas e avenidas são vidas, não carros. Então, precisamos que as pessoas se envolvam e mostrem esses pontos que são importantes para a rotina da escola. A contribuição de quem vive essa realidade é fundamental para que o Caminho Seguro tenha sucesso”, explica Eduardo Bohn, Políticas Públicas e Relações Internacionais da Fundação.
 
 
  
 
 
O projeto contempla ainda outras três escolas. Na próxima etapa, a ferramenta Star Rating for Schools, desenvolvida pelo iRAP, será utilizada para avaliar os locais destacados e classificar a segurança no trânsito por estrelas. Com base nesse diagnóstico, a EPTC vai sugerir intervenções para melhorar a classificação do entorno escolar. Além disso, ao longo de 2020, a Fundação Thiago Gonzaga e a EPTC levarão atividades de educação e preservação da vida para estudantes, pais, professores e funcionários.
 
“Esta união nossa, de sociedade civil, poder público e comunidade escolar, é a ferramenta certa para um mundo melhor”, comemora Joelson Lemos, pai de estudantes e membro do conselho escolar.
 
"Faço a minha parte pra que eu possa mudar o mundo", completa Gregory.
 
Porto Alegre é a primeira cidade do Brasil a desenvolver um projeto com o aplicativo. O Caminho Seguro é uma parceira da Fundação Thiago Gonzaga com a Prefeitura de Porto Alegre, através da EPTC, com apoio técnico do iRAP.

 

 

Envie seu comentário!
Nome:  
E-mail:  
Comentário:  
Visual CAPTCHA
Por favor, digite as letras no campo abaixo:
 
17/07
Live/No instagram
02/06
ao vivo/no Facebook
Saiba da novidades do Vida Urgente pelo Twitter Curta o Vida Urgente no Facebook Veja as fotos dos nossos eventos e ações no Flickr Assista aos vídeos publicados e conheça a Fundação