comunicação > notícias > ver na íntegra
Desirée, Fabrício, Pedro e Thiago são voluntários do Vida Urgente e estão trabalhando de casa em defesa da VIDA.
Brenda Parmeggiani | Fundação Thiago de Moraes Gonzaga
07/05/2020
Dá para fazer voluntariado sem sair de casa?
Brenda Parmeggiani | Comunicação Vida Urgente
A resposta é sim!
 
Em tempos de distanciamento social, dá pra fazer voluntariado. De casa, os voluntários Vida Urgente continuam trabalhando e espalhando a nossa mensagem de VIDA. É o caso da Desirée Medeiros, do Fabrício Pietrobelli, do Pedro Amaral Reis e do Thiago Gruner.
 
“Essa é uma forma de mudar o mundo a partir do meu quintal, plantando a sementinha da vida em cada ação”, defende Desirée.
 
“Pra mim, ser voluntário é tirar um tempo pra refletir, trabalhar por uma mobilidade mais justa, acessível e segura para todos, contribuir para garantir a vida”, conta Fabrício.
 
No home office, essa galera se junta ao time da Fundação Thiago Gonzaga no Caminho Seguro. O projeto é uma parceria da Fundação com a Prefeitura de Porto Alegre e o iRAP, trazendo pela primeira vez ao Brasil o aplicativo Star Rating for Schools. Com a ferramenta, vamos promover um entorno escolar mais seguro.
 
“Cuidar da vida é algo que se aprende, e que se aprende desde cedo. Por isso, nada melhor do que atuar junto das escolas, tornando o caminho dos alunos e alunas mais seguro”, explica Thiago.
 
“Tornar a cidade acessível e segura para crianças e jovens, é torna-la mais humana e segura para todos”, argumenta Pedro.
 
"Toda a vida que puder ser salva com nossas ações, reforça a motivação de fazer parte desse projeto!", emociona-se Fabrício.
 
Quer saber mais sobre o Caminho Seguro? Clica aqui.
 
Ficou empolgado e quer ser voluntário também? Então, junte-se a nós!

 

 

Envie seu comentário!
Nome:  
E-mail:  
Comentário:  
Visual CAPTCHA
Por favor, digite as letras no campo abaixo: